2

Salvo raras exceções, todo escritório tem aquele chato. Conviver em grupo, então, deve ser uma atividade lapidada dia a dia, a fim de evitar situações constrangedoras ou que incomodem. Confira os sinais de que o comportamento está errado:

1 – Atrasos frequentes: com o trânsito das cidades brasileiras, manter uma pontualidade britânica é complicado, mas não impossível. Contudo, insistir no atraso pode ser algo bem chato, principalmente para quem espera.

2 – Indiscrição e fofocas: embora a fofoca seja um veículo de comunicação comum nos ambientes de trabalho, insistir em perguntas indiscretas ou em assuntos que gerem desconforto é um comportamento péssimo.

3 – Falar demais: por mais que a conversa às vezes seja necessária, insistir e continuar falando mesmo quando o assunto já extrapolou os limites ou tema deve ser evitado.

4 – Conquistadores de plantão: decotes ousados e atitudes provocantes no ambiente de trabalho ou em momentos inapropriados podem ser um sinal de que algo está errado. O excesso na conquista é um problema que deve ser resolvido o quanto antes, para não evitar constrangimentos futuros.

5 – Humor: ter senso de humor é um virtude que deve ser celebrada, mas tem os que pesam a mão, e acabam por tornar constrangedoras situações e falas que poderiam ser evitadas. O que faz um amigo rir até chorar pode ofender um colega de trabalho.

6 – Caixa de e-mail: cuidado é sempre bom. Sobrecarregar a caixa de entrada do outro com conteúdos que nada têm a ver com o trabalho, ou até mesmo com o destinatário, é algo muito deselegante.

7 – Olfato: sobrecarregar o ambiente com odores e perfumes fortes pode ser bem desconfortável, principalmente para quem está ao lado.

8 – Do contra: ter opinião é sempre válido, contanto que tenha argumentos para sustentá-la, contudo, há sempre os ‘do contra’, que exageram nos comentários e acabam, por vezes, ofendendo o outro gratuitamente, mesmo que sem intenção.

9 – Barulho: tem horas que o escritório parece uma feira? Isso pode ser um problema, principalmente quando o excesso de barulho não tem um motivo justificado. Tamborilar os dedos ou clicar a caneta compulsivamente também podem ser ações irritantes, cuidado.

10 – Usou, devolva: a regra é clara e simples, ao usar o que é do outro, devolva. Seja uma caneta, o mouse ou dinheiro.