Identificar e desenvolver talento pode não ser uma tarefa fácil. Para se ter talento é necessário ter amor, conhecimento e facilidade para fazer algo. No entanto, há um fator que tem dificultado a descoberta de habilidades no universo corporativo: a variedade de opções. Muitos profissionais não conseguem traçar um planejamento que envolva seus talentos e objetivos, pontos fortes e características que precisam melhorar.

Nem todos os indivíduos vivem situações em que são incentivados a desenvolverem suas aptidões; é mais provável que sejam criticados pelos seus erros. Isso acontece em diversas circunstâncias, desde a escola até o trabalho.

Quando uma pessoa não tem incentivo para se desenvolver e, pelo contrário, é muito mais criticada pelas coisas que não sabe fazer, torna-se difícil que ela consiga, sozinha, aprimorar suas técnicas.

Para ajudar: autoconhecimento. Observar as tarefas que se faz com pouco esforço, melhor do que os outros ou que se gosta muito de fazer. Conversar com pessoas de confiança, que possam opinar sobre o potencial que percebem, também ajuda. Outra dica: buscar ajuda profissional.

Professores e líderes podem ter um papel importante na vida das pessoas, desde que estejam dispostos a ajudarem-nas. Por exemplo: quem exerce um cargo hierarquicamente superior em uma empresa e até profissionais de Recursos Humanos pode ajudar um profissional a identificar e melhorar suas habilidades.

A partir daí, a pessoa deve elaborar um plano com o que fazer para adquirir mais conhecimento, treinar e quais investimentos podem/devem ser feitos.

Ter ciência sobre o próprio talento e fazer bom uso dele significa qualidade de vida, autoconfiança e realização pessoal; melhora-se na carreira e alcança-se ótimos resultados.

 

Confira algumas dicas para identificar seu talento:

 

– encontre tarefas que te satisfaçam;

– busque informações;

– treine as habilidades;

– reconhecimento: se você conhece alguém que seja bom em alguma coisa, tente ajudar. Grandes profissionais são descobertos por pessoas que reconheceram seus talentos e os indicaram para algum cargo, ofereceram uma oportunidade ou atuaram com seus mentores;

– ousadia e planejamento: fatores básicos para fazer as mudanças necessárias e buscar lugares e pessoas que possam ajudar.

 

Talento – No mercado de trabalho, além de talento, há que se considerar os objetivos e limitações (medos) de cada indivíduo. Há casos em que a pessoa tem facilidade para fazer algo, mas não gosta ou gosta, mas não se dedica. Quando isso ocorre, o indivíduo tem parte do talento, mas não tudo o que é preciso.

 

Fontes:

 

www.infojobs.com.br

www.administradores.com.br

www.psicologiamsn.com